O trabalho de implantação da Pastoral da Criança na Arquidiocese de Aparecida começou em 1988 na Paróquia São Pedro Apóstolo, em Guaratinguetá-SP, através do Padre José Tomé Minutti.

O trabalho de implantação da Pastoral da Criança na Arquidiocese de Aparecida começou em 1988 na Paróquia São Pedro Apóstolo, em Guaratinguetá-SP, através do Padre José Tomé Minutti.
Esta Pastoral foi confiada às irmãs Salesianas que, na época, trabalhavam na casa Betânia. E a Irmã Lourdes Reis (FMA) assumiu a coordenação da Pastoral na Paróquia, já que havia participado de um treinamento com a Dra. Zilda Arms e estava apta para tal função.

Pastoral da Criança
Fotografia: Pastoral da Criança

Assim, a ir. Lourdes convocou algumas gestantes e mães jovens, moradoras do bairro a participarem do trabalho que se desenvolvia. Com o aumento da participação, algumas mães apresentaram o interesse em colaborar com os trabalhos, sendo promovido assim, o primeiro treinamento de coordenadores e líderes da Pastoral.
Com o tempo, este serviço estendeu-se para outras cidades da Diocese, como: Aparecida, Potim, Roseira, Lagoinha, além de outras paróquias de Guaratinguetá.

Hoje, a Pastoral já conquistou seu espaço físico e continua seu trabalho de atendimento às famílias, acompanhando as mães desde a gestação até que a criança complete seis anos de idade. Este trabalho segue o seguinte cronograma mensal: no segundo sábado de cada mês é realizado o dia da “celebração”, e no fim de cada mês é dedicada uma semana às visitações domiciliares às mais de 50 famílias atendidas.

Para que se desenvolva este trabalho, a Pastoral conta, hoje, com voluntários, sendo cinco líderes, dos quais quatro assumem a coordenação, e onze pessoas que fazem parte da equipe de apoio, os quais se reúnem quinzenalmente para prepararem o dia da “celebração da vida”. domiciliares às mais de 50 famílias atendidas.

Pastoral da Criança
Fotografia: Pastoral da Criança