A juventude e a Igreja durante a pandemia.

Manter a conexão entre os jovens e a Santa Igreja tornou-se uma missão ainda mais desafiadora com a instabilidade do cenário de pandemia.

A Igreja foi afetada como um todo pelas decisões governamentais em nome das medidas sanitárias contra o covid-19. Dessa forma, com a oscilação entre a abertura e o fechamento dos templos religiosos, os jovens precisaram encontrar novas formas de permanecer unidos e em oração.

Em nossa Paróquia São Pedro Apóstolo, o Grupo de Jovens Pescadores promoveu encontros através do Google Meet desde o ano passado quando impossibilitados de encontrarem-se presencialmente. Com a Quaresma de São Miguel em 2020, houve uma mobilização entre os mesmos a fim de rezarem juntos todos os dias. A partir disso, novenas em preparação para a o dia de Nossa Senhora do Sorriso, a Beatificação de Carlo Acutis, Festa da Divina Misericórdia, Santa Gianna, entre outras, foram e estão sendo realizadas. Além disso, a Semana Santa contou com meditações diárias entre os jovens sobre a Paixão de Cristo, também orações como o terço mariano e o terço da misericórdia.

Novena em honra ao Carlos Acutis

Lucas Godoy, um dos coordenadores do Grupo, falou sobre a diminuição no número de participantes mais ativos nos encontros e nos momentos de oração. Para ele, a distância não colabora para que haja motivação, já que tantos outros caminhos fora da presença de Cristo são oferecidos constantemente à juventude. “Assim como Jesus andava entre as multidões, é preciso que a Igreja ande entre os jovens”, disse ele.

Os encontros do Grupo de Jovens sempre aconteceram aos domingos, após a Missa das 19 horas. Lucas explicou que esses encontros, na realidade, iniciavam-se com a Santa Missa, demonstrando a importância das Celebrações e da Eucaristia.

O Beato Carlo Acutis, grande exemplo para a juventude atual, disse: “a Eucaristia é minha autoestrada para o Céu”. Não só ele, mas diversos outros santos manifestaram seu amor incondicional pelo Sacramento da Comunhão, que não existe à distância. E, mesmo a comunhão espiritual só é concreta quando existe o verdadeiro desejo de receber fisicamente a Eucaristia. O Papa Francisco disse no domingo, 18 de abril, na meditação do Regina Coeli que o centro da vida cristã está em “alimentar-se juntos com o Corpo de Cristo”, além disso deixou a marcante colocação de que “não existe Cristianismo à distância”.

                                                                                                  Leticia Oliveira | Agente da Pascom